fundo parallax

Plano de Carreira

15/01/2015

Vamos começar 2015 com os pés no chão?

Se existe algo que tira o sono e nos faz pensar muito é nossa carreira. Onde estamos, para onde vamos? Quais nossos próximos passos em formação e quais as competências devemos colocar foco para estarmos preparados para o próximo passo, para ser um Gestor, Diretor ou mesmo o nº 1 da Empresa? Sob este olhar, vamos revisar nosso Plano se já temos um…ou, quais seriam os passos para montarmos um Plano de Carreira, já! 2015 já começou!

De forma mágica, começo de ano tem um cheiro de coisa nova…recomeçar, sonhar… ou começar de novo, certo? Pois é, nada mais importante que, rever seus planos, escrever suas metas e tantos outros desejos que passam pela nossa cabeça, junto com amigos, família e até revendo nossa atual posição, nossa carreira… é a busca da felicidade! E… este é o nome do jogo: ser feliz!

Cada um, com certeza, vai ter alguns motivos mais fortes que outros, mas se você já tem um PLANO DE CARREIRA….excelente! => aqui vale pensar numa revisão:
– o que mudou em 2014 que não estava no plano original? Vamos repensar?
– quais foram os progressos? Plano X Real? Vamos rever as prioridades de desenvolvimento? Como foi o feedback do seu chefe na última avaliação?
– será que devemos antecipar aquela especialização? Muitas perguntas vão surgir…mas o importante é repassar o plano feito. Capitalizar os progressos e realizações (e não perder a chance de “vender para o chefe”) fazer o débito dos atrasos e incluir novos investimentos… 2015 está começando e este é o momento!

O cenário político está mais definido, e a previsão não é de bom tempo e céu de brigadeiro. É importante levarmos em conta 2 ou 3 cenários e entender o que afeta o segmento que estamos inseridos. Não podemos esquecer dos grandes projetos que estão “pegando fogo”(nos 2 sentidos) no país e que, de alguma forma, podem criar grandes oportunidades a nossa frente! Quem estiver mais preparado vai aproveitar:

– tudo que envolve as Olimpíadas em 2016
– a continuidade do PAC e programas que o Governo anunciou pois, investir em infra estrutura continua sendo um projeto vital para melhorar nossa competitividade! Haja visto que nossa soja tem menor custo nas fazendas, quando comparadas com a soja dos EUA e Argentina…mas perde ao chegar no Porto devido ao custo de transporte somado a custos altos da já cantada ineficiência nos portos.
– uma área que vem mostrando excelentes resultados é o e-commerce, um desafio enorme e ao mesmo tempo uma oportunidade de ouro! Projeção de R$ 43 Bi em 2015
– neste ano vamos ter que considerar o aumento do dólar que pode afetar algumas dívidas e não esquecer da inflação
– não esquecer que Norte e Nordeste vem num crescimento maior (oportunidades?)
– levar em consideração que o setor de óleo(Petrobrás) e a Indústria Automobilística estão com certa estagnação
– que a balança de pagamentos está sofrendo, só sustentada hoje pelo Agronegócio
Como estas oportunidades e desafios podem nos afetar? Afetar nossas empresas e carreiras? Que oportunidades estão a nossa frente? Não podemos perder de vista pois são muitas, e as probabilidades variam, conforme o segmento, Empresa e região!
Quem não tem um plano de carreira, tem que colocar os pés no chão e começar a investir um tempo para ter está bússola com a orientação correta, adequada às suas metas e valores! Desenhada por você e para você!

Vamos então dar uma olhada em alguns fatores, que devem nos levar a fazer um plano de carreira já! Vejamos:
– Colocar Foco
sem uma direção, uma orientação…vamos sair pegando qualquer coisa que aparecer e o plano é justo para isto: gastar energia na direção correta, ter foco.
– Reduzir a ansiedade
Carreira é um assunto tão complexo que, por mais que os próximos passos estejam bem delineados…sempre teremos variáveis novas que não foram consideradas. A única certeza é que existirão mudanças, já ouviu isto? Leis mudam, somos impactados por movimentos globais e, ter um plano bem pensado vai reduzir em muito os pontos obscuros e as decisões mais importantes já terão sido razoavelmente trabalhadas. Nesta linha, mais calmos e menos ansiosos…vamos sempre ter um olhar mais claro e vamos estar mais preparados para enfrentar 2015 e os anos à frente.
– Estrategicamente
Pois é, quem investe em um plano de carreira, já estará exercitando suas competências estratégicas para seu próprio proveito…e com isto, numa reunião com seu chefe, ou num café com o Presidente ou até num processo seletivo você vai estar na frente “vendendo”, com o peso da lição de casa feita e, competindo para ser o Campeão…e não para ser Vice, não é mesmo?

Teriam mais alguns outros motivos, como seu próprio crescimento, maior autoconhecimento e, a qualquer momento, o Plano é um forte apoio para tomar decisões pois, encruzilhadas podem surgir…como uma proposta para trabalhar fora do país ou um convite ou assédio de um Head Hunter!

Com todos estes motivos, imagino que você está se perguntando: muito bem…por onde começo? Vamos explorar em oito passos até concluirmos um Plano de Carreira ou como o mercado rotula => PDI: Plano de Desenvolvimento Individual

A Figura 1 abaixo, de uma forma “macro”, apresenta 8 passos para “montar” seu Plano de Carreira. Obviamente, devem existir variações conforme o momento de carreira, segmento e Empresa que estamos inseridos. Mas vejamos de forma sucinta a descrição destes passos que, se acompanhados por um Mentor ou Coach, podem ser discutidos em reuniões de 2 horas para cada passo, contando com a preparação prévia de exercícios de reflexão e autoconhecimento que estão citados a cada passo:

Fig. 1: “macro” => 8 passos sugeridos na confecção de um Plano de Carreira

Passo 1) o contexto e premissas – Onde você está na carreira? Cargo; Formação até o momento; Segmento; Empresa; Qual o horizonte que você quer cobrir: 2 ou 3 anos? Sua opção, sua escolha. Aqui o importante é caracterizar e resumir a trajetória feita até o momento atual. Uma memória é um ponto de partida.

Passo 2) Análise do CV – Evolução da carreira até o momento. Reescrever o CV usando um exercício que prevê uma revisão dos resultados conseguidos diretamente conectados à competências que alavancaram estes resultados. Este exercício vai ajudar a reescrever seu CV: um CV voltado para resultados! Você terá então uma lista das competências que você vem se utilizando para gerar resultados, seus pontos fortes! Um sumário de competências pode ser rotulado de Sumário Executivo, o ponto de abertura do seu CV!  Houve um corte e o Post está incompleto: me mande um email se quer o artigo completo! Ornellas

Considerações Finais

O objetivo aqui foi elevar sua consciência, lembrar da importância de ter um Planejamento de Carreira e dar uma visão macro, uma sugestão de etapas que você pudesse percorrer até realmente montar o seu Plano. Para quem tem um, nosso objetivo foi motivar uma revisão e atualização do mesmo exatamente quando o ano está aí… dando os seus primeiros passos! Ocasionalmente você está voltando de férias, descansado e com toda energia para a arrancada de 2015, um ano que vai precisar de muita energia e será mais leve e claro se fizermos a lição de casa: ter um Plano de Carreira ou revisarmos o plano feito em anos anteriores!

Este POST completo apresenta os 8 passos. Hoje saíram só os 2 primeiros passos. Se você gostaria de ter os 8 passos, informe o seu email e envio! Abraços

FELIZ OLHAR NOVO!

Lembre-se: A melhor forma de prever o futuro é criá-lo (Peter Drucker)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *