parallax background

Brasil aderiu ao home office

22/07/2021

O Brasil foi um dos países com o menor percentual de trabalhadores remotos da América Latina no auge da pandemia e permanece bem abaixo de vizinhos como Argentina, Chile, Peru e Uruguai, de acordo com informações da Organização Internacional do Trabalho (OIT).

Em relatório lançado na semana passada, a OIT diz que 23 milhões de pessoas trabalharam remotamente na região no segundo semestre do ano passado.

Embora venha em queda desde então e ao longo de 2021, ante seguidas ondas de flexibilização das medidas de isolamento social, o percentual de pessoas assalariadas que trabalhavam de suas casas, ou seja, que tinham vínculo empregatício, saltou de uma média de 3% para algo entre 20% e 30% nos países latino-americanos.

O Brasil, assinala a OIT, é exceção. Dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Covid-19, realizada pelo IBGE, mostram que, entre os assalariados brasileiros, o pico de teletrabalho foi de apenas 16%, o que aconteceu entre abril e junho do ano passado.

Essa parcela cai a 13% quando considerados todos os ocupados, o que inclui trabalhadores informais e por conta própria, que têm ainda menos oportunidade de home office.

Para ambos os públicos, o índice de teletrabalho caiu dois pontos percentuais a cada trimestre, chegando a 12% dos assalariados no fim do ano passado e em queda permanente.

Confira a entrevista com a Silvana Mello, sócia Diretora da TCS – Talent Creative Solutions realizada pela Jovem Pan News.

Acesse: https://youtu.be/n6PSkJs9etY

Abraços,
Silvana Mello

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *